domingo, 10 de abril de 2011

Curtas



- Na última sexta-feira (8/4), compareci ao lançamento de 'Amora', livro da poetisa e cantora Fidélia Cassandra. O evento foi belo e contou com a participação de músicos da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), que encantaram o público com seus violões. Além disso, o grupo de atores da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) encenou alguns dos poemas de Fidélia, sob a direção de Saulo Queiroz.

- Por falar em Fidélia, tive a honra de ser convidado recentemente para integrar-me a um sarau organizado por ela em sua residência em Campina Grande. Participaram da noite intensamente literária os escritores Bruno Gaudêncio, Horácio de Almeida, João Batista e Mabel Amorim (com seu esposo). Os saraus irão repetir-se periodicamente e várias idéias estão sendo gestadas, inclusive a de um Festival Literário  na cidade.

- Por falar nos músicos da UFCG, conversei com eles e tive boas notícias. A turma da Universidade passará a fazer apresentações semanais (às sextas-feiras) na nova sede da Academia de Letras de Campina Grande, instalada ontem (9/4) no prédio da Furne (antiga reitoria da UEPB), no cruzamento da Av. Floriano Peixoto com a Rua Maciel Pinheiro. Na ocasião, o Dr. Vladimir Silva, professor da UFCG e apresentador de Um Toque de Classe, informou-me também que o II Festival Internacional de Múscia de Campina Grande ocorrerá na primeira semana de julho.

- Por falar em Academia de Letras de Campina Grande, compareci ontem à instalação da nova sede. Pelo que percebi, a Academia divide-se entre o passado e o futuro. De um lado, discursos longos e permeados de uma retórica vazia. De outro, a iniciativa do presidente Ailton Elisiário em abrir as novas dependências para a promoção de eventos culturais que integrem a instituição à cidade, na esteira do que tem feito a Academia Brasileira no Rio de Janeiro. A nova Academia promete.

- Na próxima quinta-feira, o apocalipse...


Nenhum comentário:

Postar um comentário